Clima para Amanhã em Mato Grosso

Confira as condições climáticas para amanhã em todo o Estado do Mato Grosso

Estado do Mato Grosso
  • Cidades do Mato Grosso

❍ Acorizal
❍ Água Boa
❍ Alta Floresta
❍ Alto Araguaia
❍ Alto Boa Vista
❍ Alto Garças
❍ Alto Paraguai
❍ Alto Taquari
❍ Apiacás
❍ Araguaiana
❍ Araguainha
❍ Araputanga
❍ Arenápolis
❍ Aripuanã
❍ Barão de Melgaço
❍ Barra do Bugres
❍ Barra do Garças
❍ Bom Jesus do Araguaia
❍ Brasnorte
❍ Cáceres
❍ Campinápolis
❍ Campo Novo do Parecis
❍ Campo Verde
❍ Campos de Júlio
❍ Canabrava do Norte
❍ Canarana
❍ Carlinda
❍ Castanheira
❍ Chapada dos Guimarães
❍ Cláudia
❍ Cocalinho
❍ Colíder
❍ Colniza
❍ Comodoro
❍ Confresa
❍ Conquista DOeste
❍ Cotriguaçu
❍ Cuiabá
❍ Curvelândia
❍ Denise
❍ Diamantino
❍ Dom Aquino
❍ Feliz Natal
❍ Figueirópolis DOeste
❍ Gaúcha do Norte
❍ General Carneiro
❍ Glória DOeste
❍ Guarantã do Norte
❍ Guiratinga
❍ Indiavaí
❍ Ipiranga do Norte
❍ Itanhangá
❍ Itaúba
❍ Itiquira
❍ Jaciara
❍ Jangada
❍ Jauru
❍ Juara
❍ Juína
❍ Juruena
❍ Juscimeira
❍ Lambari DOeste
❍ Lucas do Rio Verde
❍ Luciara
❍ Marcelândia
❍ Matupá
❍ Mirassol DOeste
❍ Nobres
❍ Nortelândia
❍ Nossa Senhora do Livramento
❍ Nova Bandeirantes
❍ Nova Brasilândia
❍ Nova Canaã do Norte
❍ Nova Guarita
❍ Nova Lacerda
❍ Nova Marilândia
❍ Nova Maringá
❍ Nova Monte Verde
❍ Nova Mutum
❍ Nova Nazaré
❍ Nova Olímpia
❍ Nova Santa Helena
❍ Nova Ubiratã
❍ Nova Xavantina
❍ Novo Horizonte do Norte
❍ Novo Mundo
❍ Novo Santo Antônio
❍ Novo São Joaquim
❍ Paranaíta
❍ Paranatinga
❍ Pedra Preta
❍ Peixoto de Azevedo
❍ Planalto da Serra
❍ Poconé
❍ Pontal do Araguaia
❍ Ponte Branca
❍ Pontes e Lacerda
❍ Porto Alegre do Norte
❍ Porto dos Gaúchos
❍ Porto Esperidião
❍ Porto Estrela
❍ Poxoréo
❍ Primavera do Leste
❍ Querência
❍ Reserva do Cabaçal
❍ Ribeirão Cascalheira
❍ Ribeirãozinho
❍ Rio Branco
❍ Rondolândia
❍ Rondonópolis
❍ Rosário Oeste
❍ Salto do Céu
❍ Santa Carmem
❍ Santa Cruz do Xingu
❍ Santa Rita do Trivelato
❍ Santa Terezinha
❍ Santo Afonso
❍ Santo Antônio do Leste
❍ Santo Antônio do Leverger
❍ São Félix do Araguaia
❍ São José do Povo
❍ São José do Rio Claro
❍ São José do Xingu
❍ São José dos Quatro Marcos
❍ São Pedro da Cipa
❍ Sapezal
❍ Serra Nova Dourada
❍ Sinop
❍ Sorriso
❍ Tabaporã
❍ Tangará da Serra
❍ Tapurah
❍ Terra Nova do Norte
❍ Tesouro
❍ Torixoréu
❍ União do Sul
❍ Vale de São Domingos
❍ Várzea Grande
❍ Vera
❍ Vila Bela da Santíssima Trindade
❍ Vila Rica

Localiza-se no sul da Região Centro-Oeste

Entre os aceanos Pacífico e Atlântico, mais precisamente em Chapada dos Guimarães, está localizado o Centro Geodésico da América Latina. Nesta vastíssima região de Cerrado Mato-grossense encontramos centenas de nascentes cristalinas, cavernas, grutas, corredeiras, cachoeiras, muitas trilhas que nos levam a uma nova, estonteante descoberta do maior potencial para o turismo de aventura, de esportes radicais, esoterismo e misticismo. Adrenalina pura!

São tantas as opções turísticas deste pedaço de Brasil que se fôssemos discorrer sobre todas, não teríamos espaço suficiente neste trabalho.

Aqui também vamos estabelecer os quatro principais corredores de visitação ao Cerrado Mato-grossense:

Portão de Entrada: Por via aérea, chega-se ao Aeroporto Marechal Rondon, situado no município de Várzea Grande, cidade vizinha de Cuiabá, capital do Estado. Por terra, chega-se direito a Cuiabá pela BR 364. A partir daí, para visitação ao Pantanal, é necessário que se estabalessa três corredores principais: Santo Antônio do Leverger - Barão de Melgaço; Poconé - Porto Jofre - Porto Cercado; Cáceres - Vila Bela da Santíssima Trindade (Vale do Guaporé).

Amazônia, um caldeirão de biodiversidade, encanto dos turistas, biólogos e cientistas do mundo inteiro. Aí já foram identificadas 30.000 espécies de plantas, o que ainda é pouco. Possui a maior variedade de primatas, jacarés, aves, roedores, sapos, peixes de água doce, lagartos, insetos, etc. Só de mamíferos já estão catalogadas 320 espécies.

Hoje já se trabalha o ecoturismo na Amazônia Legal, da qual Mato Grosso faz parte, de forma mais racional, baseado em estudos técnicos, pesquisas e propostas. Este trabalho já está sendo feito junto aos povos indígenas e comunidades locais, tendo como principal objetivo o desenvolvimento sustentável. Existem iniciativas independentes por parte de algumas Associações Indígenas que, seguindo modelos de outras nações, começam a se estruturar para receber visitas em festividades tradicionais. É grande a população indígena, dividida em diversas etnias, que vive em Mato Grosso. Na Amazônia Legal vivem 98% dos índios do Brasil.

Ainda são poucos os hotéis de selva na Amazônia Mato-grossense para atender ao turismo, mas aos poucos eles vão aparecendo. O importante é que estão sendo construídos com a consciência de preservação do meio-ambiente e desenvolvimento ecológico. A modalidade Ecoturismo está crescendo muito entre os europeus, americanos e japoneses. A selva tropical está cada vez mais no roteiro turístico dos países mais desenvolvidos. As principais cidades do Norte de Mato Grosso estão se estruturando paulatinamente e criteriosamente, tendo em vista que o Ecoturismo é a saída viável para toda a região na virada do milênio.

Alta Floresta e Aripuanã são algumas cidades da Amazônoa Mato-grossense que estão investindo no turismo. Entre tantos rios, os principais são: Teles Pires, Juruena, Xingu, Arinos, Aripuanã, Roosevelt e Cristalino. Impossível descrever todos, pois cada um possui características diferentes, embora pertençam a uma mesma bacia hidrográfica. Vamos destacar dois deles: o pequeno Cristalino e o grande Xingu.

Em Alta Floresta foi montado o " Complexo de Ecoturismo Reserva do Cristalino" , que é considerado modelo para o Brasil. O Rio Cristalino nasce na Serra do Cachimbo, sendo um afluente do Teles Pires, e corre límpido por entre a Floresta Amazônica na divisa com o Pará. Neste rio está o Cristalino Jungle Lodge, um hotel de selva transformado em Reserva Ecológica. Seu percurso, quase que inexplorado, é pleno de maravilhosas surpresas. Corredeiras, cachoeiras, praias fluviais, piscinas naturais, bichos, pássaros, rica vegetação e muitas borboletas. Vale o desafio.

O vale do Xingu é uma região de muita importância para MT. O rio Xingu nasce na região leste do Estado, a oeste da Serra do Roncador e ao norte da Serra Azul. Aí nascem também os rios Culuene, Couto Magalhães, Von Den Steinen e Sete de Setembro. Estes rios se juntam gradativamente e despejam suas águas no Rio Xingu. O Xingu tem suas nascentes no cerrado e percorre mais de 2000 Km, banhando e levando vida às diversas tribos indígenas do "Parque Nacional do Xingu".

Como chegar: Em uma região tão grande e diversificada, fica difícil estabelecer um roteiro padrão. A princípio, o ponto de partida fica sendo Cuiabá, a capital do Estado. A BR 163 é um dos itinerários principais para se atingir o norte do Estado. Ela passa por Jangada, Rosário Oeste, Nobres, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Sinop, Colíder, Peixoto de Azevedo, Matupá e Guarantã do Norte. Para Alta Floresta o caminho também é pela BR 163 até Colíder, seguindo depois pela MT 320. De Cuiabá a Aripuanã são 976 quilômetros. Pode-se também chegar às principais cidades da Amazônia Mato-grossense por meio de aviões que normalmente partem de Cuiabá.